Desde a sua primeira edição, no ano de 2004, o programa social desenvolvido pelo Governo Federal é um dos incentivos financeiros mais importantes para a população de baixa renda do país. Também este ano através calendário Bolsa Família 2020 mais de 13,9 milhões de brasileiros são auxiliadas por esse programa social. Saiba como irá funcionar recadastramento do calendário Bolsa Família 2020 a seguir.

É importante ressaltar que os beneficiários do programa social Bolsa Família precisam atualizar o seu cadastro a cada 2 (dois) anos e caso não haja o recadastramento, o cidadão poderá perder o seu direito ao abono.

Saiba todas as informações sobre o calendário Bolsa Família 2020 e não perca os prazos para resolver suas pendências com o estado.

Do que se trata o programa social Bolsa Família?

Um dos programas instituídos pelo Governo Federal mais bem-sucedidos, vem chegando a sua 14° edição.

Estamos falando sobre o Bolsa Família 2020, programa que em todos os meses faz uma grande diferença na economia de tantas famílias ao redor do Brasil. De cunho social, a iniciativa pretende exterminar os cenários de pobreza extrema no país.

Instituído pela lei n° 10.836/2004 e regulamentado pelo decreto nº 5.209/2004, o programa Bolsa Família proporciona um maior desenvolvimento social a nível nacional, elevando a condição de vida de milhares de pessoas carentes.

É importante lembrar que o programa, ao longo das suas edições, ganhou o reconhecimento internacional pelo seu desempenho.

O órgão responsável pelo funcionamento do projeto é o MDS – Ministério do Desenvolvimento Social.

Todo o início de ano, o MDS divulga uma espécie de tabela com as datas de pagamento que servirão durante todo o ano vigente.

Essa tabela se denomina calendário Bolsa Família 2020 e é sobre esse calendário que iremos falar nos próximos tópicos. Acompanhe!

Quem tem direito ao Bolsa Família?

De uma maneira justa, o programa social Bolsa Família visa distribuir determinada renda para auxiliar as famílias nos estados mais severos de pobreza.

Por isso, nem toda a população nacional tem direito a esse abono.

Confira a seguir quais são os requisitos para ser um beneficiário Bolsa Família:

  • A família que possuir uma renda per capita de R$ 85,00 por componente;
  • Famílias que possuem em sua composição familiar crianças e/ou jovens com idade limite de até 17 anos que estejam matriculados regularmente em alguma instituição de ensino da rede pública ou rede privada com o auxílio de bolsa-integral e recebam entre R$ 85,01 a R$ 170,00 por componente;
  • As famílias que possuírem crianças de até 7 (sete) anos devem promover o acompanhamento da criança ao médico em questão do crescimento e do desenvolvimento;
  • Gestantes que comprovem uma renda de até R$ 170,00 também poderá ter acesso ao benefício.

Lembrando que as crianças e aos jovens precisam ter frequência escolar de no mínimo 75% ao ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *